Aprenda quando a dor precisa realmente ser levada a sério!

Quem pratica esportes, procura ter uma vida saudável e boa alimentação, normalmente sente os benefícios que essas práticas oferecem, mas também sabem reconhecer quando seu corpo está tentando alertá-lo de algum problema.

A dor é um sistema de alerta do organismo. Assim como seu carro acusa no painel, através de um sistema luminoso, que ele pode estar prestes a ter uma pane, seu corpo também aciona um sistema de alarme enviando sinais dolorosos.

Obviamente, a primeira coisa que você faz quando seu carro apresenta um problema é procurar um mecânico. Mas e quanto a seu corpo? Você também procura ajuda especializada logo nos primeiros sinais de desordem?

Provavelmente não! Mas não se assuste! Você, e mais de 80% da população brasileira, agem da mesma forma.

Então, resolvemos escrever como você pode reconhecer alguns sinais que facilitam na decisão de procurar ou não, ajuda profissional.

A prática de musculação tende a causar dores, às vezes mais amenas, às vezes mais intensas, mas sempre podem ser reconhecidas como musculares, pois são sentidas exatamente sobre o grupo muscular trabalhado. Por exemplo, se você fez uma sessão de fortalecimento dos braços, é normal que sinta dor nos feixes musculares do bíceps, tríceps, peitoral, etc. Isso ocorre porque a musculação é um exercício anaeróbio, que faz com que ocorra uma hipóxia nos tecidos e, ao final de toda essa cadeia respiratória, os receptores sensoriais dos músculos, interpretam esses sinais como dor. Além disso, muitas vezes causamos micro lesões durante o exercício e isso também causa dor.

Mas essa é, de fato, a única dor que se pode sentir em uma academia.

Obviamente que dores no peito que irradiam para braços, dores abdominais, tonturas, fortes dores de cabeça, visão embaçada, perda de equilíbrio, etc. Exigem que você pare imediatamente o exercício e procure um médico.

Mas se você percebeu que está sentindo uma dor ou desconforto, que persiste por mais de três dias, piora durante o exercício e não é uma dor típica muscular (ou seja, que você já tenha sentido após a prática de alguma atividade física), fique esperto! Você pode estar começando a desenvolver alguma patologia.

Dores pontuais e específicas ao lado das escápulas ou mais generalizadas na coluna lombar, torácica ou cervical que irradiam ou não para braços e pernas, podem ser um indicativo de um princípio de Hérnia de disco ou um deslocamento de vértebras ou costelas.

Já as dores em punhos, joelhos, ombros e tornozelos, podem ter mais a ver com tendinites, bursites ou tenossinovites, devido ao esforço repetitivo ou a sobrecarga adotada na academia mesmo.

A Quiropraxia, apesar de ser a terceira maior profissão na área da saúde nos EUA, ainda está engatinhando no Brasil. Do grego Quiro = mãos e Práxis = prática, Quiropraxia significa prática com as mãos. Seu principal objetivo é retirar interferências no Sistema Nervoso Central através de um realinhamento das vértebras da coluna vertebral. A liberação do sistema nervoso permite que todas as informações cheguem corretamente aos órgãos vitais (coração, pulmão, intestinos, etc) e em todo seu sistema músculo-esquelético. Por isso, alivia facilmente dores musculares que não tem a ver com a academia, mas com “pinçamentos” de nervos e problemas degenerativos ou de desidratação de discos.

A Quiropraxia pode ser uma experiência que transformará sua vida, vai depender, no entanto, do quanto você realmente quiser entender sobre ela. Muitos acreditam que ela trate somente a coluna ou a dor nas costas e conseqüentemente, acabam não usufruindo dos verdadeiros benefícios que ela oferece. A Quiropraxia tem o poder de revitalizar seu organismo, melhorando seu desempenho esportivo, pessoal e profissional. Ela é capaz de aumentar sua resistência imunológica, eliminando dores e o uso abusivo de medicamentos.

Entenda que estar 100% saudável significa não ter nem 1% de doença. E para que isso não seja uma heresia, você precisa adotar a Prevenção como opção de vida. Sempre que seu organismo lhe der um sinal, respeite-o e atenda-o prontamente e você perceberá os benefícios dessa nova relação.

Priscila Frietzen

Diretora Regional da Associação Brasileira de Quiropraxia

Formulário de Contato
* campo obrigatório